.

.

5 de setembro de 2019

Alunos da Escola Municipal Heinz Hering protagonizam ação educativa no Centro do Paulista

Alunos do oitavo e nono ano da Escola Municipal Heinz Hering protagonizaram, na manhã desta quinta-feira (05.09), uma ação educativa chamada “Se Ligue no Trânsito e Desligue o Celular” para conscientizar as pessoas sobre os acidentes de trânsito provocados pelo uso indevido do aparelho celular. A iniciativa coordenada pelas secretarias municipais de Educação e de Mobilidade e Administração das Regionais aconteceu no sinal próximo a igreja matriz, na Av. Marechal Floriano Peixoto, no Centro da cidade. 

Durante a ação, os alunos da rede municipal de ensino distribuíram para os condutores, panfletos educativos com orientações importantes sobre como prevenir acidentes nas vias. Na ocasião, além da panfletagem, os alunos mostraram cartazes com frases e imagens relacionadas ao que não pode ser feito enquanto dirige. 

A professora e responsável pela ação, Glaucileide Marques, falou sobre a importância desse tipo de protejo. “Nosso intuito é conscientizar os motoristas a não usarem o celular enquanto dirigem, com isso, contribuímos com a diminuição dos índices de acidentes ocasionados pelo uso indevido do celular”, frisou a gestora.

Isadora Silva, aluna do nono ano, ressaltou o quanto é importante a participação dos alunos nesse projeto. “Esse projeto é bom para a gente aprender, consequentemente a gente transfere esse conhecimento para todos a nossa volta. Viemos aqui conscientizar cada um, principalmente, os motoristas de que usar o celular e dirigir pode ser muito perigoso”, disse Isadora.

Já o coordenador de Educação para o Trânsito do Paulista, Ícaro Barbosa, comentou sobre a importância dos alunos terem essa vivencia nas ruas. “É importante eles virem para as ruas vivenciar tudo isso, porque na escola eles já aprenderam. Hoje, eles vêm aqui alertar os motoristas sobre o perigo de usar o celular e dirigir. Isso desconcentra e o transito precisa dessa atenção para evitar acidentes que tanto matam e ferem pessoas em nosso país”, concluiu o agente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário