.

.

25 de setembro de 2019

Alunos do Paulista engajados na tarefa de manter a cidade limpa

Quem nunca ouviu a expressão “é de criança que se aprende!”. Pois é. Esse dito popular está sendo levado a sério em Paulista quando o assunto é cuidar da cidade. Alunos da rede municipal de ensino estão aprendendo a preservar o meio ambiente, começando pela tarefa de manter a escola e as ruas do entorno limpas. Nesta quarta-feira (25.09), a garotada matriculada na Escola Maria das Neves, em Jardim Paulista Baixo, deu um verdadeiro exemplo e ajudou a equipe da Secretaria Executiva de Serviços Públicos a eliminar dois pontos críticos de lixo. 


Os estudantes participaram da ação, sob a supervisão dos educadores da escola e da equipe responsável pela limpeza urbana da cidade. O primeiro ponto eliminado ficava na esquina das ruas Rua Quarenta e Sete e Rio Salgado, bem na calçada da escola. O segundo estava na Av. D, nas proximidades da Pizzaria Barreto. Os alunos também usaram cartazes com frases de efeito para chamar a atenção da comunidade em relação ao descarte irregular dos resíduos. 

A ação fez parte de uma parceria entre a Secretaria Executiva de Serviços Públicos e de Educação. A gestora da escola municipal, Salomé Guimarães, acompanhou a ação com a garotada e disse que o tema limpeza urbana vem sendo tratado também em sala de aula. “A questão da preservação do meio ambiente sempre está presente em nossa escola. Então, ações como essa reforçam o trabalho que desenvolvemos com os alunos. Esses pontos de lixo que foram eliminados se transformaram em jardim. Ficou muito legal. E o melhor: com a participação da garotada, todos ganham, inclusive, os pais que passam a ser educados pelos próprios filhos”, frisou.

O aposentado Giveraldo Alves da Silva, que reside na localidade há mais de duas décadas, aprovou a ação da prefeitura e o envolvimento da garotada. “Quando as crianças participam, elas estão cuidando do futuro delas. O lixo é uma coisa que a gente não tem como se livrar porque todo dia nós produzimos em casa, no trabalho, etc. Mas é preciso saber onde descartar. Essa ação da prefeitura mostra isso. Esse ponto não era pra existir, afinal, todos os dias o caminhão da coleta passa todos os dias”, argumentou.

Apesar da criação do jardim, a equipe da limpeza urbana da cidade já havia tentado eliminar o ponto crítico do lixo outras vezes, por meio de ações educativas e de conscientização. Embora tenha tido êxito por um tempo, o trabalho no local não foi o suficiente. Foi aí que surgiu a ideia de ocupar o espaço com plantas. Essa iniciativa já havia sido realizada em outras comunidades, obtendo sucesso junto à população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário