.

.

30 de outubro de 2019

Temas ambientais que exigem urgência

Vazamento de óleo nas praias, instalação de usinas nucleares em Pernambuco, desertificação do semiárido. Essas são algumas das questões que tomam conta dos debates e mesas desta quinta-feira (31), na 5ª Feira Nordestina do Livro (Fenelivro). O evento realizado pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), associa cultura e sustentabilidade, estimulando reflexões fundamentais sobre meio ambiente, ancorada no tema Terra Viva, compromisso de todos.

O maior desastre ambiental do Brasil em extensão - um terço da costa do País foi contaminada por manchas de óleo - é tema do debate Óleo nas praias, desastre ambiental no Nordeste, às 19h, com a participação do secretário do Meio Ambiente do Estado, José Bertotti, e do biólogo e oceanógrafo da Universidade de Pernambuco (UPE), Clemente Coelho. “Há uma expectativa de que o óleo, que já chegou ao sul da Bahia, atinja o arquipélago de Abrolhos, um dos principais berços da biodiversidade marinha do Atlântico Sul”, lamenta Clemente. Quanto à costa pernambucana, ele avisa que não será possível limpar 100% do óleo, como nas áreas de mangue. “Durante uma ou duas décadas sentiremos o impacto”. Econômico, na saúde, no ambiente, no turismo...

Quanto à possibilidade de Pernambuco receber uma usina nuclear em Itacuruba, no Sertão de Itaparica, tema que já chegou a ser debatido na Assembléia Legislativa do Estado, a Fenelivro discute os prós e contras dessa ação com o físico e professor Heitor Scalambrini, e o engenheiro eletricista especialista em energia nuclear Carlos Mariz. A conversa será mediada pelo presidente da Cepe, Ricardo Leitão. Será que o investimento de US$ 30 bilhões em dez anos vale o risco de um acidente nuclear ou mesmo de interrupção das obras, como aconteceu com Angra 3? 

Os desafios e oportunidades do semiárido brasileiro também entram no debate. Afinal, desertificação é um futuro próximo e Pernambuco já perdeu mais de 50% do bioma da caatinga. Vencedor do Prêmio Jabuti na categoria Ciências Naturais, com o livro Flora das Caatingas: História Natural e Conservação, o biólogo e professor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), José Alves Siqueira falará sobre o tema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário