.

.

14 de novembro de 2019

Alunos da rede municipal de ensino do Paulista contam com merenda equilibrada e saudável

A rede municipal de ensino do Paulista, na Região Metropolitana, tem ao todo 20 mil estudantes que desfrutam de um cardápio equilibrado e saudável. A merenda escolar conta com a certificação dos órgãos fiscalizadores e os alimentos são oriundos diretamente da agricultura familiar. 

No município, os alunos das 62 unidades de ensino são contemplados com o Programa Cardápio Unificado. Através do programa, a garotada tem acesso a uma alimentação diversificada rica em proteínas, vitaminas e sais minerais. 

Para acompanhar de perto a produção da merenda escolar, nesta quinta-feira (14.11), o secretário de Educação do Paulista, Carlos Junior, acompanhado da Presidente do Conselho de Alimentação Escolar Joana Leandro, visitou, a Escola Municipal Dr. Carlos Alberto S. Alves, em Maranguape I. 

“Nós temos um calendário de visitas nas escolas municipais para fiscalizar o abastecimento. Até agora não encontramos nenhuma irregularidade em relação à merenda escolar. Quero parabenizar a gestão por oferecer uma merenda de qualidade, enfatizou Joana Leandro. 

“ A nossa preocupação é oferecer uma merenda de qualidade aos nossos alunos. E por isso nós criamos o cardápio unificado, realizamos capacitação para as merendeiras. Além disso, oferecemos apoio ao Conselho de Alimentação Escolar como o empréstimo de veículos para garantir que as visitas sejam feitas”, disse o secretário de Educação Carlos Júnior. 

“Mesmo sabendo que a merenda escolar é um complemento da refeição, nós compreendemos a situação de alguns alunos que não realizam as três refeições diárias. Então nós buscamos ofertar uma merenda rica em nutrientes para que nosso aluno tenha um desenvolvimento físico e cognitivo, isso vai refletir no aprendizado”, disse a Andreza Vieira, nutricionista do município. 

O cardápio unificado é preparado pelas nutricionistas do Departamento de Alimentação Escolar da Secretaria de Educação. E a merenda segue as recomendações do Fundo Nacional de Desenvolvimento Escolar (FNDE).

Nenhum comentário:

Postar um comentário