.

.

8 de novembro de 2019

Comércio do Paulista antecipa oferta de produtos Natalinos

Para quem deseja fazer compras em comemoração ao Natal, os comércios varejistas iniciaram o mês de novembro já antecipando a oferta de produtos natalinos, e com a cidade do Paulista não foi diferente. Na tarde desta Quarta-feira (06.11), o Centro comercial do município abriu as portas com decorações natalinas e artigos para presentes, na tentativa de atrair o consumidor para as compras de fim de ano.

Com o intuito de movimentar a economia da cidade, os lojistas iniciam promoções para atrair e chamar atenção do consumidor. O apelo do comercio varejista, que antes era fortalecido no início de dezembro, está cada vez mais cedo, mudando o visual das lojas e shoppings. 

“Esse é um dos momentos mais importantes dos comércios lojistas, onde, os empresários tiram a diferença em relação aos demais meses. Nosso comércio está preparado para estas festas e, principalmente, as lojas de bairros, pois, não há tanta necessidade das pessoas se dirigirem as grandes lojas e os pequenos empreendedores também precisam ser valorizados. Já em relação a antecipação do comércio nas ofertas natalinas, Paulista tem feito a junção da gestão municipal com o comércio local para que tudo dê certo no desenvolvimento da economia da cidade”, contou Raimundo Lopes, secretário-executivo de Desenvolvimento Econômico do Paulista e presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Raimundo Lopes ainda afirmou que, a economia está dando sinais positivos no município, e a expectativa para as vendas deste final de ano são as melhores possíveis, desde o ano de 2013, onde, o esperado é um aumento de cerca de 5% nas vendas diante dos demais anos. Alavancando assim, a economia e gerando mais empregos na lojas da cidade.

Comerciante há 13 anos do Centro comercial do Paulista, Renata Oliveira, revelou que não se sente tão otimista nas vendas deste fim de ano, no entanto, ela pode se surpreender e a economia dos municípios favorecer os comércios até o último momento. “Antigamente vendíamos mais e as pessoas procuravam produtos até o último instante e espero que agora não seja diferente. Nós dependemos muito das empresas com o pagamento do 13º salário para os clientes, e também estamos acostumados com o movimento quando estiver em cima da hora”, afirmou.

“Gosto de decorar minha casa com enfeites natalinos. Me organizo antes e prefiro sempre evitar o tumulto de comprar em cima da hora, para não ter tanto transtorno assim. Quando as pessoas vão comprar as decorações e comidas para a ceia de Natal, eu já tenho comprado tudo”, concluiu Maria Albuquerque, empregada Doméstica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário