.

.

1 de dezembro de 2019

População apoia demolição de bar construído em área pública no bairro de Maranguape I

A Prefeitura do Paulista realizou uma ação conjunta nesta sexta-feira (29.11) para demolir o Kalabar. O imóvel, construído no início dos anos 90, ocupava uma área pública, na Av. Colibri, em Maranguape I. O trabalho de derrubada foi elogiado pela população e ocorreu após uma longa negociação com o proprietário. O espaço vai se transformar em área de convivência e lazer, com pista de Cooper e brinquedos para as crianças. 

O trabalho de derrubada contou com o apoio de retroescavadeira, caminhões do tipo munck e caçamba, além de um efetivo de 15 homens. Na semana passada, os donos do bar já haviam iniciado a retirada do telhado, do mobiliário e dos eletrodomésticos. O Kalabra funcionava todos os dias da semana, em regime de 24 horas, o que incomodava muitos moradores. 

A moradora do bairro, Eronice Ferreira de Souza, aprovou a ação da prefeitura. “Essa demolição é muito importante, principalmente, se a área for bem aproveitada. Fiquei sabendo que a prefeitura vai construir uma área de lazer aqui. Torço muito para isso aconteça porque assim nossas crianças vão poder voltar a usar esse espaço público. Vai ser muito bom”, destacou.

O ponto de vista defendido por Eronice é o mesmo do primeiro dono do bar. Seu José Batista de Arruda disse que sentia pela demolição, mas, ao mesmo tempo, comemorava pela bem feitoria que está sendo planejada para o local. “Eu fico em parte triste porque o Kalabar fez parte da minha vida, mas se a demolição vem para o bem da comunidade eu me sinto feliz. O mais importante é que essa área seja aproveitada da melhor forma para a comunidade”, disse.

Outro estabelecimento comercial pode ser demolido pela prefeitura na localidade. Porém, as negociações ainda estão em andamento. O ponto comercial em questão, que também funciona como bar (Bar do Bigode), foi construído de forma irregular na mesma área pública. A ação no imóvel ainda só depende de um acerto com o proprietário.

RESPALDO – Antes de realizar a demolição do Kalabar, equipes da prefeitura realizaram a negociação com o proprietário e ainda fizeram uma consulta popular no bairro para ouvir o sentimento da população sobre o estabelecimento. A coleta de opiniões foi feita através de uma abordagem porta a porta com um questionário, resultando em uma grande maioria concordando com a retirada do ponto comercial. 

Foram 160 pessoas consultadas, das quais 155 responderam que sim, (concordam) e apenas 7 que não concordam, preocupados com a situação dos proprietários que tiram seu sustento do comércio do empreendimento. Porém, vale salientar que, a negociação firmada entre a gestão e os donos do comércio envolve uma indenização pela área construída e pelo tempo de comercialização no local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário