.

.

6 de maio de 2020

Funase realiza desinfecção de unidades socioeducativas com pulverizadores

Intuito é inibir a disseminação do novo coronavírus nos espaços de atendimento aos socioeducandos e de trabalho dos servidores 

Espaços físicos da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) estão passando por um processo de desinfecção com o uso de pulverizadores. A higienização tem como foco, por exemplo, grades, maçanetas e ferrolhos das áreas comuns e dos alojamentos de socioeducandos e funcionários. A medida se soma às ações adotadas, desde março, para inibir a disseminação do novo coronavírus. Até o momento, nenhum caso da Covid-19 foi confirmado entre adolescentes e jovens atendidos pela instituição.

A ação já passou por instalações como o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Santa Luzia e a Unidade de Atendimento Inicial (Uniai), no Recife, os Cases Cabo, Pirapama e Timbaúba, além do Case/Cenip Garanhuns, do Centro de Internação Provisória (Cenip), da Casa de Semiliberdade (Casem) e do Case Caruaru. No Cenip Recife, onde há entrada controlada de familiares para participação em teleaudiências da Justiça, a desinfecção da sala de sessões tem recebido uma atenção especial. 

Os profissionais envolvidos na higienização dos espaços atuam utilizando equipamentos de proteção individual, como máscaras, capotes, luvas e galochas. “Desde março, a limpeza dos espaços físicos das unidades socioeducativas foi intensificada. Agora, ganhamos o reforço de pulverizadores, e temos percebido bons resultados, uma vez que conseguimos acelerar o trabalho de desinfecção e realizá-lo de forma sistemática”, avalia a superintendente da Política de Atendimento da Funase, Íris Borges.

Atualmente, a Funase tem 15 unidades em operação, com atendimento a socioeducandos. A previsão é de que, nos próximos dez dias, sejam realizados serviços de higienização com pulverizadores em espaços do Cenip Santa Luzia, do Case Vitória de Santo Antão e em três Casas de Semiliberdade situadas no Recife – Santa Luzia, Rosarinho e Harmonia. A ação ocorrerá de forma paralela aos serviços diários de limpeza, que ocorrem de maneira normal e obedecendo a calendários próprios de cada localidade.

Por: Francisco Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário