.

.

22 de maio de 2020

No Paulista, Prefeitura atua diariamente nas ruas para evitar circulação do novo Coronavirus

Desde que o Governo do Estado de Pernambuco decidiu adotar, por meio de um decreto, o fechamento do comércio e das atividades classificadas como não essenciais, e a proibição do acesso às praias, praças e parques públicos, que equipes da Diretoria de Controle Urbano (DCU) e da Defesa Civil do Paulista concentram esforços em ações de fiscalização e conscientização para garantir o cumprimento deste decreto.

Operações integradas com policiais do 17º BPM, bombeiros militares e agentes da Lei Seca fizeram Paulista alcançar a taxa de 62% no isolamento social, quase o percentual considerado ideal pelas autoridades de saúde, que é acima de 70%. O foco principal destas ações está em evitar aglomeração de pessoas, algo que não é permitido no momento para impedir a circulação do vírus. 

Desde que foi preciso adotar as medidas restritivas para conter o avanço da Covid-19, os principais mercados públicos, supermercados, e feiras livres do município estão passando por fiscalizações constantes para manterem o ordenamento nas filas, com respeito a distância mínima de um metro e meio entre os clientes.

Nas ações, a equipe de fiscalização tem fechado os comércios não essenciais, como bancas de apostas, salões de beleza e lojas de aparelhos eletrônicos. A equipe também verifica se os estabelecimentos essenciais estão sendo higienizados periodicamente, como recomenda o Ministério da Saúde. 

Para contribuir, os agentes da Defesa Civil realizam um trabalho educativo sobre a maneira correta que deve ser feita a higienização das mãos e dos produtos, distribuem luvas, máscaras e álcool em gel. O trabalho já contemplou todos os bairros do município, principalmente, os bairros com os maiores índices de denúncias de circulação de pessoas. 

Nos finais de semana, as equipes estiveram no bairro de Paratibe para acompanhar de perto o comércio no pátio da feira. Por não se enquadrar no que o poder público considera essencial, o comércio na tradicional feira do troca foi impedida de acontecer nos dois últimos finais de semana.

Para denunciar aglomeração de pessoas ou o funcionamento de lojas e comércios não essenciais, a população do Paulista tem três números de telefone à disposição. O primeiro é o 190 da Polícia Militar, o segundo é o 153 da Guarda Municipal, e o terceiro é o 9.9635-0392 da Diretoria de Controle Urbano (DCU). Todos os contatos estão funcionando em regime de plantão. Além dos contatos telefônicos, a população pode relatar denúncias pelo aplicativo de celular "Paulista Conectada". A ferramente digital funciona 24h por dia, os sete dias da semana.

Por: Francisco Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário