.

.

3 de junho de 2020

Perto de alcançar a meta global da campanha da Gripe, Paulista segue imunizando a população até o final de junho

A Campanha de Vacinação contra a Gripe foi prorrogada pelo Governo Federal até o dia 30 de junho. Em Paulista, a equipe da Secretaria de Saúde segue imunizando a população. O município já atingiu o índice global de 83% de cobertura vacinal, bem perto dos 90% preconizados pelo Ministério. Nesta quarta-feira (03.06), os profissionais que atuam no sistema de transporte escolar na cidade tiveram a oportunidade de se proteger da doença.

Motoristas e auxiliares compareceram à sede da Secretaria de Mobilidade e Adm das Regionais, em Maranguape I, para tomar as doses. A iniciativa ocorreu graças a uma parceria entre as secretarias municipais de Mobilidade e Adm das Regionais e de Saúde. O condutor Ângelo Braga, mais conhecido por Tio Ângelo, que atua no ramo há 35 anos, foi um dos primeiros a tomar a vacina.

“Essa ação é muito importante pra gente que trabalha com criança. Mesmo nesse recesso escolar, provocado pela pandemia, precisamos ficar protegidos contra essa doença que mata. Até cheguei a ir numa unidade de saúde tempo atrás, mas terminei não tomando a dose. Hoje foi uma maravilha. Tudo muito rápido e prático”, parabenizou o motorista.

A condutora Tatiana de Moura também aproveitou a oportunidade para ficar protegida contra a Influenza. “Paulista está de parabéns por fazer essa vacinação também com a nossa categoria. A Gripe é uma doença perigosa. Todos nós precisamos ficar protegidos”, destacou a profissional do volante.

A coordenadora do Programa Nacional de Imunização, Sheyla Seabra, reforçou que o município continua trabalhando diariamente para imunizar a população. A gestora destacou que o município já conseguiu vacinar quase 63 mil pessoas, no entanto, alguns grupos prioritários ainda precisam ampliar os percentuais de cobertura vacinal.“Identificamos que alguns grupos da terceira fase da campanha ainda estão com percentuais considerados baixos. Podemos citar os adultos com idade entre 55 e 59 anos e as crianças menores de sete anos. Nesses dois públicos, nosso percentual de imunização ainda está abaixo de 50%. Por isso, orientamos que essas pessoas procurem as unidades de saúde abertas nesta pandemia para tomar as doses. É muito importante ficar protegido”, argumentou Seabra. 

OBS: Em anexo, tabela da unidades de saúde com salas de vacina abertas nesta pandemia.

Por: Francisco Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário