.

.

1 de julho de 2020

Prefeitura do Paulista reúne donos de bares e restaurantes para construir protocolos sanitários para retorno das atividades

A Secretaria de Cultura e Turismo do Paulista reuniu donos de bares e restaurantes para construir protocolos sanitários que serão utilizados no retorno das atividades do segmento. O objetivo do encontro é deixar tudo preparado e os comerciantes bem informados para quando o governo do Estado decretar a reabertura, todos estarem cientes dos procedimentos a serem adotados.

A reunião que aconteceu na manhã desta quarta-feira, (01.07) na sede da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura, foi coordenada pelo secretário Jorge Rocha que adiantou quais os encaminhamentos a partir de agora.

“Estamos nos baseando em outros protocolos já construídos e adaptando para a nossa realidade. Vamos adotar tudo que diz respeito às normas sanitárias, junto com nossa secretaria de Saúde, que vai nos orientar sobre estes procedimentos. Queremos estar preparados para quando o governo decretar o retorno, a gente poder está orientado e seguir um protocolo adequando que evite contaminações. Na próxima Segunda-feira, 06, já sentaremos novamente para apresentar este protocolo de procedimentos que deverão ser adotados”.

José Alberto de Melo e Silva é proprietário de um quiosque na Orla do Janga e está com seu estabelecimento fechado há mais de três meses. Está ansioso para reabrir seu comercio. As dívidas se acumulando e a situação ficando insustentável. Mas ele entende a necessidade de só abrir com segurança.

“Estou atuando na Orla há mais de 30 anos, este negócio passou de pai para filho e nunca vi uma situação como esta, com as contas atrasadas, até o plano de saúde estou correndo o risco de perder por falta de pagamento. Infelizmente, chegamos a este nível. Mas, vamos esperar a decisão de abri com segurança, para evitar que a gente tenha que abrir e fechar, que vai ser muito pior”.

A Vigilância Sanitária do Paulista está aguardando a posição dos órgãos de saúde estadual, para acompanhar o modelo de procedimento que será empregado no seguimento de comidas e bebidas, como adiantou Edileuza Maria de Jesus, diretora da Vigilância Sanitária do Paulista.

“No retorno das atividades deste seguimento vai ser tudo bem difícil, tudo é novo. Nós vamos fazer de um tudo, atuar na orientação e na fiscalização para que não surja uma nova onda de contágio na cidade. Na abertura vamos intensificar nosso serviço, com mais frequência para que eles abram com segurança, com o distanciamento regulamentar entre as mesas. Sem aglomeração, com álcool disponível para os fregueses e uma higiene intensificada”.

Por: Francisco Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário