.

.

6 de julho de 2020

Secretaria da Mulher do Paulista recebe reforço jurídico para acolher mulheres vítimas de violência

A Secretaria Executiva de Políticas para as Mulher do Paulista recebeu um reforço de mais uma advogada para acolher e orientar as mulheres vítimas de violência no município. O Centro Especializado de Atendimento às Mulheres, instalado na sede da Prefeitura do Paulista, na Praça Agamenon Magalhães, S/N, no Centro, já contava com uma equipe especializada, com assistente social, Adriana Mesquita, psicóloga, Gisele Cruz, administrativo, Gorete Vieira, e a advogada, Bruna Mayara. Agora a equipe conta com mais uma profissional do setor jurídico, Fátima Pugas.

Para Socorro Silva, executiva da Secretaria de Políticas para as Mulheres, este reforço é muito importante, pois, é uma área bastante procurada pelas mulheres que sofrem violência doméstica e precisam de orientação jurídica para ajudar nas decisões que devem tomar.

“Foi uma conquista importante este reforço que recebemos. Quando uma mulher chega à secretaria, tem o acolhimento na área de assistência social, apoio psicológico, mas o Jurídico dá informações muito importantes para que a mulher possa decidir com mais segurança o que fazer depois de sofrer abuso ou violência. Muitas continuam na relação abusiva por desconhecer os seus direitos”, comentou.

As mulheres que procuram o Centro de Atendimento chegam por demanda espontânea ou são encaminhadas pela Delegacia da Mulher. Ao dar entrada no serviço, as profissionais da secretaria realizam um acolhimento completo: são encaminhadas para o Programa Maria da Penha Vai à Saúde, caso a mulher esteja machucada; a secretaria de Educação é acionada, caso os filhos precisem de transferência para outra escola municipal; ainda são orientadas, com apoio psicológico e também da assistência, para verificar se a vítima está inclusa no Cadastro Único e recebendo os benefícios sociais, quando não, o cadastro é feito. Na orientação jurídica, as mulheres tomam conhecimento de seus direitos, quanto à guarda dos filhos e a divisão dos bens, o que ajuda a mulher a tomar sua decisão de ficar ou sair da relação abusiva.

Em caso de ter sofrido alguma agressão ou ameaça, a rede de proteção da mulher vítima de violência, através do 190, onde é cadastrada uma senha e o atendimento é imediato, com Patrulha Maria da Penha e é providenciado abrigamento para quem precisa se afastar de casa. Para ter um agendamento ou atendimento remoto, a mulher vítima de violência ou em relação abusiva pode ligar para o 9.9912-0337.

Nova Secretária:

Socorro Silva assumiu em menos de um mês a pasta e já consegui duas conquistas importantes: o reforço da equipe com a chegada de mais uma advogada para orientar juridicamente as mulheres vítimas de violência e uma nova loja no Shopping North Way, para que as artesãs ligadas aos grupos produtivos do município possam comercializar seus produtos.A nova loja Fêmea em breve vai sair do segundo piso do shopping e vai para o primeiro piso, na entrada do Centro de Compras. “Foi uma conquista bem importante, porque a loja onde está hoje tem pouca visibilidade. Fica em um lugar de pouco movimento. Isto tem atrapalhado bastante a venda dos produtos de nossas artesãs. Creio que em agosto, a Loja Fêmea já estará funcionando no novo espaço, logo na entrada do Shopping North Way, com mais visibilidade e maior movimento, as vendas devem melhorar muito”, avaliou Socorro

Por: Francisco Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário