.

.

29 de agosto de 2020

Ação de combate à dengue e outras arboviroses segue a todo vapor no Paulista


Com o objetivo de continuar intensificando o combate às arboviroses – doenças mais conhecidas como dengue, zika e chicungunya - equipes da Vigilância Ambiental do Paulista visitaram várias residências, na manhã deste sábado (29.08), no bairro do Janga.

Durante a iniciativa, os profissionais orientaram os moradores sobre as formas de prevenção e também aplicaram larvicida biológico em caixas d’águas e reservatórios, além de eliminarem os focos (em pneus, ou potes jogados no quintal, dentre outros). Também ocorreu a distribuição de máscaras e telas para serem colocadas nas caixas d’águas.

Dona Maria José, 61 anos, que sempre tomou os cuidados necessários para a prevenção das doenças, ficou feliz em receber a equipe em sua casa. “Aqui eu sempre me cuidei e recebo frequentemente a visita dos agentes, o que ajuda bastante. É sempre bom manter esse reforço, com esse tipo de ação, já que muita gente relaxa e não toma os devidos cuidados”, completou. 

“Quanto mais informação a população tiver sobre o combate e prevenção das arboviroses, melhor. Essa iniciativa está ajudando muita gente, tanto na parte educativa, como no ato de aplicar o larvicida”, disse o pedreiro José Carlos dos Santos. 

De acordo com o superintendente de Vigilância em Saúde do Paulista, Fábio Diogo, a ação também está focando na covid-19. “Aqui na comunidade, além das notificações pela infestação do Aedes aegypit, também tem um número elevado de casos do corona vírus. Então, estamos fazendo não só o trabalho de controle das arboviroses, como também informando e orientando à população sobre a Covid 19. Na primeira ação nos ultrapassamos a meta de visitas e o objetivo é continuar com esse trabalho, pelos quatro cantos do município”, explicou Fabio. 

A população pode entrar em contato com a Vigilância Ambiental do município através do telefone: 9.9942.1092 para solicitar visitas dos agentes de combate às endemias para combater algum foco do mosquito Aedes aegypti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário