.

.

10 de novembro de 2020

Pólio: campanha termina na sexta (13/11)


Os pais e responsáveis por crianças entre 1 e menores de 5 anos têm até esta sexta-feira (13/11) para ir até um posto de saúde e vacinar os pequenos com uma dose extra contra a poliomielite. Até o momento, 427.261 meninos e meninas pernambucanos nessa faixa etária já foram imunizados - 77,77%, colocando Pernambuco na segunda colocação no país entre os Estados com melhor percentual de vacinação. Contudo, ainda faltam 122.108. A meta é proteger, no mínimo, 95% do público total - 549.369.

Para tomar a dose extra contra a poliomielite, a criança precisa ter finalizado o esquema do calendário básico, com três doses. A doença pode deixar sequelas irreversíveis, como a paralisia de membros inferiores, crescimento diferente das pernas e até mesmo paralisia dos músculos da fala e da deglutição. Apesar do último caso ter sido registrado no Brasil em 1989, o vírus continua em circulação em dois países (Afeganistão e Paquistão).

Além da vacinação indiscriminada contra a poliomielite para o público entre 1 e menores de 5 anos, todos os menores de 15 devem atualizar a caderneta de vacinação com as doses em atraso. Para as crianças abaixo de 7 anos, as unidades de saúde estão disponibilizando os seguintes imunizantes: BCG, hepatite B, pentavalente, poliomielite, rotavírus, pneumocócica 10, meningocócica C, febre amarela, tríplice viral, varicela, hepatite A e DTP. A partir dos 7 anos, até os menores de 15, podem ser feitas as doses da hepatite B, febre amarela, meningocócica ACWY e HPV.

"Os pais e responsáveis precisam ficar atentos à caderneta de vacinação das crianças para que as doses sejam feitas no tempo preconizado. Também é indispensável a adesão a campanhas como essa, que busca corrigir qualquer falha vacinal que possa ocorrer. Em caso de dúvida, basta procurar um posto de saúde para que um profissional oriente e atualize o que for necessário", afirma a superintendente de Imunizações da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), Ana Catarina de Melo.

Fonte: portal.saude.pe.gov.br
Foto: Hugo Dourado/SES-PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário