.

.

3 de novembro de 2020

Poliomielite: Duas semanas para imunizar 164 mil em PE


Até o próximo dia 13/11, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), por meio do Programa Estadual de Imunização, está empenhada em chamar a atenção dos gestores municipais e de pais e responsáveis por crianças entre 1 e menores de 5 anos para a campanha de vacinação contra a poliomielite. Prorrogada por mais duas semanas, a iniciativa dá mais uma oportunidade para que 164.642 meninos e meninos tomem uma dose extra contra a doença, caso estejam com o esquema básico da pólio em dia. É importante ir ao posto de saúde munido da caderneta de vacinação, para que haja o registro da imunização e para que o profissional avalie a necessidade de aplicar alguma vacina que esteja em atraso.

Em Pernambuco, o público total da campanha é de 549.369 crianças entre 1 e menores de 5 anos. Ou seja, 384.727 (70%) já foram imunizadas. A meta mínima é vacinar 95% dessa população. A doença, que teve seu último caso no Estado em 1989, pode deixar sequelas irreversíveis, como a paralisia de membros inferiores, crescimento diferente das pernas e até mesmo paralisia dos músculos da fala e da deglutição.

"A prorrogação da campanha foi uma decisão estadual por sabermos a importância de vacinar o maior contingente possível de meninos e meninas. É indispensável que os pais e responsáveis façam a adesão a mais essa oportunidade de proteger nossas crianças com uma vacina segura e que evita há mais de 30 anos a circulação do vírus da poliomielite em nosso Estado e país. Lembramos, também, que os jovens menores de 15 anos devem ser levados aos postos para atualizar as doses em atraso dos outros imunizantes", destaca o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Além da vacinação indiscriminada contra a poliomielite para o público entre 1 e menores de 5 anos, todos os menores de 15 devem atualizar a caderneta de vacinação com as doses em atraso. Para as crianças abaixo de 7 anos, as unidades de saúde estão disponibilizando os seguintes imunizantes: BCG, hepatite B, pentavalente, poliomielite, rotavírus, pneumocócica 10, meningocócica C, febre amarela, tríplice viral, varicela, hepatite A e DTP. A partir dos 7 anos, até os menores de 15, podem ser feitas as doses da hepatite B, febre amarela, meningocócica ACWY e HPV. 

Fonte: portal.saude.pe.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário