.

.

18 de fevereiro de 2021

Remédio em Casa: Farmácia de Pernambuco atinge meta de atender 11 mil pacientes


Programa criado para auxiliar e dar comodidade aos pacientes assistidos pela Farmácia de Pernambuco - unidade Metropolitana, o Remédio em Casa chegou à marca de 11 mil entregas em dois meses de funcionamento. Com isso, o programa de fornecimento de medicamentos especializados ou de alto custo na própria residência atendeu 100% do público apto a participar, que são aqueles pertencentes aos grupos elencados, inicialmente, como prioritários: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), asma, Parkinson, Alzheimer, Lúpus, transplantados, com Síndrome Congênita do Zika/microcefalia e transtorno psíquico. Os contemplados recebem o fármaco indicado para cada tipo de tratamento conforme prescrição médica, e com o quantitativo que pode corresponder a até dois meses de tratamento. 

A implantação do Programa de assistência proporcionou a diminuição de cerca de 1/3 no quantitativo de pacientes que se dirigiam à unidade mensalmente. Essa medida impacta diretamente na proteção das pessoas mais vulneráveis neste período de pandemia ocasionada pelo novo coronavírus. “Até o momento, os pacientes atendidos pelo Remédio em Casa são residentes de 10 municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR). Com a estratégia, possibilitamos a eles a tranquilidade de receber o tratamento medicamentoso com a oferta de 80 itens especializados ou de alto custo para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em casa e em segurança, com dia e hora pré-estabelecidos”, afirma o diretor geral de Assistência Farmacêutica da SES-PE, Mário Moreira.

Para que as entregas ocorram nesses municípios, o Remédio em Casa conta com 20 motoqueiros que, diariamente, realizam uma média de 500 entregas. Os profissionais chegam à casa dos pacientes identificados com os materiais do Programa Remédio em Casa, como colete e adesivagem das motos, usando ainda os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Marilusa Gomes, moradora do Recife, conta que o marido se deslocava para unidade da Farmácia de Pernambuco para buscar os medicamentos para filha diagnosticada com esquizofrenia e atendida na unidade há mais de cinco anos, e que isso causava preocupação por conta da pandemia do novo coronavírus. “Sempre quem ia buscar esse remédio era meu esposo, e como ele já se encontra com 75 anos, vindo esse remédio como está sendo aqui, entregue aqui, então evitou que a gente fosse exposto a essa questão da pandemia”.

O motoqueiro João Henrique Nunes realizou a entrega na casa de Marilusa e comemora a oportunidade de trabalho após a perda do emprego como vendedor. “Estou no Remédio em Casa desde o começo. Antes eu trabalhava como vendedor numa loja esportiva, mas por conta da pandemia eu perdi meu emprego. O Programa dá mais praticidade ao trabalho da Farmácia e comodidade aos pacientes, pois a gente entrega de um canto a outro, como Cabo de Santo Agostinho, Madalena, Boa Viagem, Mirueira, Paulista, Olinda. Além de tudo isso, a gente acaba estabelecendo uma relação de confiança com os pacientes, pois sempre acontece de pegarmos a mesma rota mensalmente e ser aquele mesmo endereço, aquele mesmo paciente”, destaca.

Nesses dois meses de funcionamento, a equipe da Farmácia realizou em torno de 17 mil ligações para os pacientes, mas o principal impasse encontrado pelos profissionais foi a falta de informações atualizadas dos contatos, sendo necessário um reforço para checagem cadastral. “Alguns deslocamentos à unidade da Farmácia central poderiam ser evitados, mas alguns pacientes insistem em, mensalmente, buscar o serviço para retirada do medicamento. A cada comparecimento, reforçamos a importância tanto da atualização dos contatos, quanto do benefício do programa e, acima de tudo, da prevenção contra o coronavírus, já que esses idosos e seus familiares acabam se expondo no percurso para unidade. Com essas medidas, conseguimos que cerca de 300 pacientes parassem de fazer esse deslocamento”, reforça Mário Moreira.

Para os pacientes que ainda não estão inseridos no Remédio em Casa, ou seja, que continuam fazendo a retirada na Farmácia, é possível nomear até três representantes para que esses se dirijam a unidade, munidos dos dados pessoais do paciente e do laudo médico, e façam a retirada do medicamento. Nesse caso, é necessário o preenchimento do documento de Declaração Autorizadora disponível no endereço: www.farmacia.pe.gov.br.

A unidade central, localizada no bairro da Boa Vista, no Recife, funciona de segunda a sexta, no turno da manhã e da tarde, para atender ao público que precisa se cadastrar, renovar documentação ou fazer a retirada de seus insumos. A renovação do cadastro para recebimento dos remédios junto à Farmácia é feita de 6 em 6 meses. Contudo, devido à pandemia, todos os pacientes estão ativos até junho de 2021, por recomendação do Ministério da Saúde (MS). A Farmácia de Pernambuco ainda está viabilizando a atualização para todo o ano corrente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário